Social
Jerónimo critica oposição e Cavaco por terem reduzido capacidade das pescas

Jerónimo critica oposição e Cavaco por terem reduzido capacidade das pescas

O secretário-geral do PCP criticou  PSD, PS, CDS e o Presidente da República por pedirem um maior aproveitamento do mar depois de terem reduzido “dramaticamente” a capacidade das pescas e liquidado várias atividades marítimas nos últimos anos.

“Sem corar de vergonha, alguns dos protagonistas (das últimas décadas), entre os quais o atual Presidente da República, à época primeiro-ministro, não se cansam hoje de clamar por um maior aproveitamento desse imenso recurso nacional que é o mar”, disse Jerónimo de Sousa.

O líder comunista falava no seminário “O futuro das pescas em Portugal e a reforma da Política Comum de Pescas”, organizado pelo Grupo Comunitário de Esquerda e pelo PCP, em Sesimbra, que reuniu pescadores de todo o país, principalmente da região de Lisboa.

Jerónimo de Sousa recordou que, só na década de 90, Portugal reduziu a sua frota pesqueira em 36 por cento e as capturas caíram 40 por cento.

“Os hoje amigos do mar são os mesmos que, ao longo de 35 anos de políticas de direita, não só reduziram dramaticamente a dimensão e capacidade das pescas nacionais, como praticamente liquidaram outras atividades económicas que têm o mar como centro da sua existência”, defendeu.

Para o líder comunista, “é esta mesma gente que acabou com a marinha mercante portuguesa, encerrou e continua a encerrar estaleiros (…) e foi trocando as infraestruturas de apoio à pesca por umas regatas de iates que nunca se realizam ou para edifícios da Fundação Champalimaud”.

Fonte: RTP Açores

12 Comentários neste artigo

  1. blank

    Daqui a dias ainda vão dizer que o peixe para o ricos em Espanha se vende a 1.000,00€ o quilo, eta cabecinhas pensadoras.
    Tanta asneira junta.

    Responder
  2. blank
    zé pescador

    A CRISE EMPOBRECE UNS E ENRIQUECE OUTROS OS QUE COMEM PEIXE DOS AÇORES.EU ACHO QUE O SR. JOSEMI É QUE NOS QUER COMER MAS É POR TOLOS.

    Responder
  3. blank

    Señor Josemini,España es mui grande e certamente você não conhece todas as bancas de venda do seu país.A crise é só para os pobres e esses não comem peixe (peixe dos Açores) e a Espanha tem muitos ricos que comem o peixe ( a qualquer preço) que os pobres não podem comer.Boa noite.

    Responder
  4. blank

    BEM, QUERO DAR OS PARABENS Á APEDA PELO FACTO DE SE TORNAR UM SITE NÃO COM MERAS VISITAS NACIONAIS OU ATÉ SOMENTE REGIONAIS, MAS COM VISITAS INTERNACIONAIS…….HEHEHEHHEHE

    Responder
  5. blank
    Josemi Jimenez

    Señor Antão, yo sou um español que esta en trabajo aqui en las Açores, hace una semana que eu vino de España despues de unas vacaciones de navidad, e lo que tengo para decir es que yo no me di cuenta que los precios del Goraz estuve asi de alto, es que yo nunca e visto un precio asi en España, es mejor que usted se informe mejor.
    Ademas tengo que decir que en España está una crisis muy grande e con precios asi a lo mejor el pescado no se vendria.
    Termino para le decir que lo mejor que hace es ir hasta mi Pais para que se de cuenta de los precios e tanbiem de la realidad en que nosotros estamos asi podra entender lo que le digo.
    Buenas noches.

    Responder
  6. blank

    Um comprador da nossa praça (lota)em vésperas de Natal,comprou de manhã goraz a vinte e tal euros e á tarde foi ao barco Espanhol ofercer quarenta euros por kg…Na mesma altura o goraz em Espanha estava a 120 e tal euros…isto é, toda a gente ganha dinheiro (bastante) com o nosso peixe e nós ficamos a ver navios…Inté.

    Responder
  7. blank
    zé pescador

    BLÁ BLÁ BLÁ ESTOU FARTO DE CONVERSA DE POLÍTICOS…
    ENQUANTO OS PESCADORES NÃO SE ORGANIZAREM POR SI, NÃO VAMOS A LADO NENHUM…

    Responder
    • blank

      também acho que sim…é preciso é q haja respeito,igualdade e humildade para se ouvirem todos…e que deixem de olhar para o vizinho do lado e preocuparem-se mais com a sua pesca, promovendo o profissionalismo e qualidade do serviço na sua embarcacação…É PRECISO É QUE SE ENTENDAM E NÃO SE EMPAXEM…E O PEIXE QUE SE CUIDE,senão até sem “cota” de agua fica;)

      Responder
  8. blank

    O que se temia esta a conteçer, ou seja os nossos recursos marinhos estao a ficar esgotados. Renovou-se frota, houve subsideos para tudo (e ainda bem), mas esqueceram-se do mais importante, proteger e gerir as nossos areas de pesca de forma que os os nossos recursos marinhos nao sejam explorados até a ruptura. Penso que todos, pescadores, armadores, comerciantes de pescado, associações e governo devem encontrar uma solução em conjunto que permite a todos aqueles de dependem da pesca para viver possam continuar a sua atividade. Não esqueçer as familias de todos dos pescadores que dependem destes para viver com dignidade. A situação e muito séria e requer que seja tratada com seriedade e rapidamente.

    Responder
    • blank

      É isso mesmo senhor Açormar…estou consigo, é pôr divergências e mesquinhices de lado e remarem todos para o mesmo lado.

      Responder
  9. blank
    zé pescador

    AS CAPTURAS ESTÃO A CAIR É POR FALTA DE PEIXE.TEM BARCOS A MAIS.TEM AMADORES A MAIS.TEM TROLL A MAIS.TEM ESPANHÓIS A MAIS.APROVEITAR MELHOR NÃO QUER DIZER DIZIMAR .

    Responder
  10. blank

    Mar temos bastante….Agua salgada!

    Responder

Deixe um Comentário