blank
©OMA

Apesar de a captura de muitas espécies de tubarões de profundidade, como gata-lixa, albafar, sapatas, entre outros, ser proibida ou estar controlada por uma quota 0 desde 2010, as capturas acessórias destas espécies são difíceis de evitar, e nas pescarias de profundidade com palangre de fundo e linha de mão continuam a ocorrer. Os danos causados pelos tubarões de profundidade nestas artes de pesca também são frequentes, o que gera prejuízos económicos para os pescadores.

Um melhor conhecimento e quantificação destas interações com tubarões de profundidade, i.e. capturas e danos, são importantes tanto para os pescadores como para os cientistas, para encontrar formas de aliviar os impactos económicos e ecológicos, e assegurar a sustentabilidade das atividades de pesca.

É o objetivo do projeto SOS TubaProf!

Sabia que 25 espécies diferentes de tubarões de profundidade ocorrem nos Açores?

Para saber mais sobre a diversidade de tubarões de profundidade conhecida nos Açores e obter dicas para a identificação das diferentes espécies, pode consultar o Guia dos Tubarões de Profundidade dos Açores (https://issuu.com/observatoriodomardosacores/docs/guia_tubaro_es_copiaonline).

Como predadores de topo, os tubarões têm um papel fundamental na saúde e no equilíbrio do ecossistema do mar profundo. 

  • Ficamos disponíveis para qualquer pergunta sobre os tubarões de profundidade! 
  • Se encontrar algum tubarão que não conhece, também pode contactar-nos.