Social
Açores garantem prova do Red Bull Cliff Diving até 2018, anuncia Vítor Fraga

Açores garantem prova do Red Bull Cliff Diving até 2018, anuncia Vítor Fraga

O Secretário Regional do Turismo e Transportes revelou hoje que os Açores vão continuar a receber uma etapa do Red Bull Cliff Diving por mais dois anos, até 2018.

Vítor Fraga falava, em Lisboa, na BTL – Feira Internacional de Turismo, onde assinou com a Red Bull o protocolo que garante a realização desta prova nos Açores em 2017 e 2018.

Na sua intervenção, Vítor Fraga frisou que a competição realizada no arquipélago em 2015 promoveu 107 milhões de contactos, o que significa que “os Açores chegaram a 107 milhões de pessoas através desta prova”.

“Os números falam por si”, salientou o Secretário Regional, acrescentando que, para este ano, “o impacto que se espera é sempre maior, porque o sucesso destes eventos está na capacidade que temos de os consolidar”.

“É esta consolidação que temos vindo a fazer, não só com o Red Bull, mas também com outros eventos de referência na Região, como o Azores Airlines Rallye, o Campeonato do Mundo de Surf e as provas de trilhos, que estão também com um grande crescimento e projeção ao nível da comunidade que a pratica, chegando a todos os cantos do mundo”, afirmou o titular da pasta do Turismo.

Vítor Fraga lembrou o reposicionamento do Destino Açores levado a cabo nos últimos anos, sublinhando que “hoje estamos numa situação que todos conhecem, com um setor que tem uma grande dinâmica, vive um novo impulso e, certamente, todos vão continuar a contribuir para que tal aconteça”.

“Foi nesta lógica de reposicionamento do destino, de alterar a forma de comunicar com o cliente final, que fizemos um acordo com a Red Bull para levar aos Açores o Red Bull Cliff Diving”, afirmou o Secretário Regional, frisando que esta é “uma prova que hoje dificilmente se poderá conceber retirando os Açores das suas etapas”.

Nesse sentido, salientou que “os Açores, no fundo, traduzem o regresso às suas origens”, já que “quando se iniciaram estes concursos de saltos para a água, eles eram feitos diretamente da rocha e foi nos Açores que essa tradição voltou a ser retomada”.

Fonte: GaCS

Deixe um Comentário