Social
Navio-grua gigante volta a cruzar os mares dos Açores rumo aos EUA

Navio-grua gigante volta a cruzar os mares dos Açores rumo aos EUA

O maior navio-grua semi-submersível passou novamente pelos Açores. Esse guindaste gigante esteve, ontem, ancorado ao largo de Ponta Delgada, frente ao porto, para trocar a tripulação, uma manobra considerada normal. Construído em 1985 num estaleiro japonês (Mitsui Engineering & Shipbuilding Co., Ltd,) foi adquirido pela empresa holandesa Heerema Marine Contractors em 1997.

Com um peso bruto de 136.709 toneladas tem 201,6 metros de comprimento e 88,4 metros de largura. Os dois guindastes giratórios que possui, têm capacidade para erguer sete mil e cem toneladas cada (ou seja, catorze mil toneladas no total) a uma altura de 31,2 metros. Para ancorar com estabilidade são usadas as suas doze âncoras, com vinte e duas toneladas cada e cujos cabos têm dois mil e quatrocentos metros. A bordo tem capacidade para 736 camas. O heliporto está adequado a um Boeing Chinook 234.

O navio multi-funcional para construções em águas profundas pode ser usado para as fundações e alicerces de pontes e portos, obras integradas de montagem de plataformas, oleodutos ou gasodutos e pipelines.
Está desde Terça-feira a cruzar os mares dos Açores. Saiu a 23 de Agosto do porto de Roterdão, na Holanda, e tem como destino os Estados Unidos da América. A velocidade média tem sido de sete nós mas já atingiu os oito. Desde que entrou em mares regionais abrandou para os três nós.

Fonte: Correio dos Açores

Deixe um Comentário