Social
Almada quer Costa da Caparica nos cinco locais europeus mais atrativos para o surf

Almada quer Costa da Caparica nos cinco locais europeus mais atrativos para o surf

Está também prevista a actuação de duas dezenas de DJ – DJ Vibe, DJ Ride, DJ GLUE e DJ Miguel Nery

A Câmara Municipal de Almada quer fazer da Costa da Caparica um dos cinco locais europeus mais atrativos para a prática do surf, anunciou hoje a autarquia na apresentação do primeiro festival de música e surf do concelho.

O “Caparica Primavera Surf Fest”, que decorre de 26 de março a 04 de abril, organizado pela Câmara de Almada com o apoio de clubes e empresas locais, vai ter mais de 500 surfistas em ação, nove bandas de música e duas dezenas de DJ, que prometem animar a praia do Paraíso, na Costa da Caparica, nas férias da Páscoa.

Mostrar no estrangeiro que, nas férias da Páscoa, “a `Meca do surf e da animação noturna´ é algures na ponta mais ocidental da Europa, numa cidade que se chama Costa da Caparica”, é um dos objetivos da iniciativa, disse o vereador da Educação e Desporto da Câmara de Almada, António Matos.

“Queremos que dentro de poucos anos na Costa da Caparica não haja época baixa. Pode haver frio, mas tem de haver atividade. Como é que fazemos? Saltamos para as ondas, com grandes eventos”, acrescentou o autarca da Câmara de Almada, de maioria CDU, adiantando que a autarquia vai gastar na organização do evento “entre 200 a 300 mil euros”.

Para António Matos, não se trata de uma visão idealista, mas de uma realidade plausível numa região que tem 30 quilómetros de praia, está a poucos quilómetros do aeroporto de Lisboa, tem uma capacidade hoteleira crescente e clubes com uma relação fácil com a estrutura federativa nacional do surf.

Uma opinião partilhada por Miguel Inácio, do Caparica Surfing Clube, que acredita na determinação da autarquia na promoção turística do concelho e nas “potencialidades das ondas e das praias fantásticas da Caparica”.

“Vamos convidar jornalistas da Europa e de fora da Europa para virem à Costa da Caparica e perceberem esta mensagem que estamos a passar”, disse Miguel Inácio, convicto de que se trata de uma estratégia eficaz para a promoção do festival e da Costa da Caparica no estrangeiro.

No plano desportivo, Miguel Inácio lembrou que esta primeira edição do festival prevê o regresso do circuito nacional de Bodyboard à Caparica e um encontro nacional de desporto escolar, a 28 e 29 de março.

O Circuito Regional da Grande Lisboa do Nacional Surf Esperanças, a 30 e 31 de março, e o Campeonato Europeu de Juniores, de 01 a 04 de abril, que vai trazer a Portugal os melhores surfistas europeus, são outras provas desportivas previstas na primeira edição do festival de música e de surf da Caparica.

Além da prática do surf, os participantes no festival vão ter também muita música durantes os dez dias do certame, dado que está prevista a atuação de bandas como a Cais Sodré Funk Connection, Agir, Orlando Santos, Freddy Locks e You Can´t Win, Charlie Brown, entre outras.

Está também prevista a actuação de duas dezenas de DJ – DJ Vibe, DJ Ride, DJ GLUE e DJ Miguel Nery, entre outros.

Fonte: Jornal i / Lusa

Deixe um Comentário