Social
Atum Rabilho vendido a 6.000 euros por Kg

Atum Rabilho vendido a 6.000 euros por Kg

Um atum rabilho gigante foi arrematado neste sábado por um valor recorde de 155,4 milhões de ienes (1,38 milhões de euros), naquele que foi o primeiro leilão do ano do mercado de peixe Tsukiji, no Japão.

O atum de 222 quilogramas, capturado ao largo da cidade de Oma, no Norte, foi vendido por um valor quase três vezes superior ao do anterior recorde, registado no ano passado.

No leilão inaugural de 2012, a proposta mais alta registada no enorme mercado de peixe de Tsukij – que é paragem incontornável de muitos turistas que visitam Tóquio –, tinha sido de 56,49 milhões de ienes (493 mil euros).

O atum rabilho foi arrematado por Kiyoshi Kimura, presidente da empresa que gere a popular cadeia Sushi-Zanmai, o qual também tinha sido o licitante vencedor do leilão inaugural do ano passado.

“Eu queria ir ao encontro das expectativas dos meus clientes que afirmaram querer comer o melhor atum do Japão novamente este ano”, afirmou Kimura, citado pela Jiji Press.

Com base no preço pago em leilão – cerca de 700 mil ienes (6.000 euros) por cada quilograma –, um pedaço de sushi do atum rabilho poderá fazer com que uma refeição custe até 30 mil ienes (260 euros).

Contudo, segundo a imprensa local, Kimura pretende colocar o preço a um nível mais realista de 398 ienes (3,45 euros) por cada porção.

Normalmente, o atum rabilho é o peixe mais caro disponível no mercado de Tsukiji.

Décadas de sobrepesca tiveram impacto nas reservas globais de atum, levando mesmo nações do Ocidente a pedir a proibição de captura do atum rabilho do Atlântico, cuja espécie está sob ameaça.

O Japão consome aproximadamente três quartos do volume de atum rabilho capturado em todo o mundo.

Fonte: Público

4 Comentários neste artigo

  1. blank
    Pescador

    Senhor pasmado, realmente percebo o seu sentido de humor, mas o pior cego é aquele que não quer ver.
    Mas o mais curioso e que me chamou a atenção é que a mesa é de madeira a faca não é de inox e o cabo da mesma é de madeira, parece-me que a AZAI não anda por aquelas bandas ou então já lhe cortarão a cabeça.
    Que venha o bom tempo depressa , e boas pescarias.
    Já agora podem- me explicar porque é que nos Açores não se pode apanhar aqueles peixes “rabilos”, qual o motivo, aquilo dá muito dinheiro?.

    Responder
    • blank
      Jovem pescador

      Nos açores podem se apanhar rabilos, eles tem é Período de defeso e tamanho minimo.
      Quanto ao darem muito dinheiro é vendido quaze sempre ao mesmo preço de qualquer outro atum, patudo, galha-amarela, voador etc…

      Responder
  2. blank
    Ainda pasmado

    càiam na realidade,o preço deste atum é uma treta é mais um recorde para o guinness, é preçiso ver as coisas como elas são,quantas pessoas no mundo podem comprar 1k de atum por 6 mil
    euros,uma refeição por 300 euros esto è de loucos não caião nisso…..

    Responder
  3. blank
    Pescador preocupado

    enquanto em alguns países os preços praticados são absurdos no nosso pais os preços pagos aos produtores são miseráveis e assim andamos.

    Responder

Deixe um Comentário