Social
FALTA DE CAIXAS E MAQUINA DE GELO AVARIADA GERA MAL ESTAR NA LOTA DE PONTA DELGADA

FALTA DE CAIXAS E MAQUINA DE GELO AVARIADA GERA MAL ESTAR NA LOTA DE PONTA DELGADA

Na lota de Ponta Delgada os ânimos da passada terça feira não eram nada pacíficos. Falta de caixas, falta de higiene e máquina de gelo avariada estava a dar cabo dos nervos dos homens do mar. Havia peixe por descarregar das embarcações, pois a lota não tinha caixas para colocar o peixe, referiram os pescadores, o que coloca em causa a qualidade do peixe descarregado. Depois de as embarcações terem chegado ao molhe, passadas mais de duas horas ainda aguardavam pelas caixas.

Os pescadores também se deparam com outra situação: uma vez mais a máquina de gelo está avariada, desde há dois dias. Para os pescadores “essa situação é insustentável, põe em risco a qualidade do produto pescado, neste caso do atum voador. No caso de António Mineiro, que estava a descarregar pescador, ele teve que trazer o gelo da sua fábrica de Rabo de Peixe para Ponta Delgada. Essa descarga de hoje, disse Mineiro, equivale a cerca de 50 mil euros de lucro para a lota, e não têm correspondido com as exigências que actualmente a descarga de peixe em lota exige.

Os pescadores também se queixa do facto de estarem há dois dias a descarregar atum para os contentores parcadores, com derrama de sangue para o exterior na zona da descarga o que é normal nestas situações, mas dizem que não é normal que se deixe o sangue dois dias por limpar. Há falta de higiene na lota, dizem, “porque não há uma alma caridosa que limpe o sangue”, pondo em risco, mais uma vez, a qualidade e a higiene no local de trabalho.

Os pescadores deram como exemplo que tem de haver a máxima limpeza no local. Anteontem, embarcaram de avião quatro atuns com destino a Tóquio (Japão), e só podemos fazer isso, e ter lucro, se houver qualidade do pescado e à temperatura ideal, o que sem frio provoca deterioração do pescado, fazendo com que este perca valor no mercado e pode mesmo ser devolvido, porque este tipo de peixe tem de ter excelente qualidade, desde a saída do barco até chegar ao prato do consumidor.
Ontem, foram descarregados, só de uma traineira, perto de 22 toneladas de atum, a 2,75 euros o quilo. 

Fonte: Correio dos Açores

2 Comentários neste artigo

  1. blank
    PEREIRA

    LÁ VEM O DINHEIRO PARA ARRANJAR AS MÁQUINAS DO GELO…….HEHEHEHE…GANDA VERGONHA…:”Considerando que a atividade desenvolvida pela LOTAÇOR – Serviço de Lotas dos Açores
    S.A. assume importância preponderante na economia da Região.
    Considerando que se torna necessário reestruturar financiamentos e de modo a otimizar os
    recursos e assegurar a continuidade dos diversos serviços;
    Assim, nos termos do n.º 1 do artigo 8.º do Decreto Legislativo Regional n.º 23/87/A, de 3 de
    dezembro, o Conselho do Governo resolve:
    1- Autorizar a concessão de um aval à LOTAÇOR – Serviço de Lotas dos Açores, S.A. nas
    condições constantes da ficha técnica anexa à presente resolução, da qual faz parte
    integrante.
    2- A presente resolução entra em vigor na data da sua publicação.
    Aprovada em Conselho do Governo Regional, na Vila do Corvo, em 23 de maio de 2013. – O
    Presidente do Governo Regional, Vasco Ilídio Alves Cordeiro.
    FICHA TÉCNICA
    Mutuante: Caixa Económica da Misericórdia de Angra do Heroísmo (CEMAH);
    Forma: Crédito Estruturado;
    Finalidade: Liquidez;
    Montante: 1 500 000.00€;
    Prazo Total: 84 meses;
    Prazo de Carência: 18 meses;
    Periodicidade: mensal;
    Juros: Contabilizados tendo por base a média das cotações diárias da Euribor a 6 meses do
    mês anterior ao período de contagem de juros (sujeita a revisão semestral), acrescida de 7%,
    e liquidados mensalmente;
    Comissões: Comissão de Gestão em vigor no preçário da CEMAH, e que na presente data
    corresponde a 0.25% sobre o capital contratado, calculada ao ano e liquidada com o débito
    das prestações (mínimo 5.00€ e máximo 10.00€). Comissão de abertura de dossier em vigor
    no preçário da CEMAH, e que na presente data corresponde a 1% sobre o capital contratado
    (mínimo 50.00€ e máximo 100.00€);
    Garantia: Livrança subscrita pela empresa e aval do Governo Regional dos Açores;
    Observações: Esta operação liquidará todos os financiamentos entretanto concedidos à
    Lotaçor, S.A. e que constituíram adiantamentos à presente operação.”

    Responder
  2. blank
    Pescador Preocupado

    isto ocorre em muitas lotas nos açores nao so apenas em ponta delgada, la lota em que eu opero ja cheguei a ter que lavar panas para me servir, e quando ha muitas vezes temos de esperar ate 3 horas para bem de aparecer panas para descarregar peixe. e depois da-me la os meus 4%

    Responder

Deixe um Comentário