Social
Graciosa vai receber o “EDP Mar Sem Fim”

Graciosa vai receber o “EDP Mar Sem Fim”

O EDP Mar Sem Fim, projeto pioneiro de descoberta de ondas grandes, desconhecidas e inexploradas em Portugal prepara-se para regressar ao mar dos Açores, tendo em vista a segunda expedição da nova temporada de ondas grandes.

Segundo informação da organização, uma equipa destacada para esta missão de exploração irá realizar sessões de surf na Ilha Graciosa, com especial atenção para Santa Cruz da Graciosa, estará na Graciosa durante cinco dias.

A Graciosa foi escolhida devido à sua localização geográfica, já que se encontra muito exposta às ondulações formadas no Atlântico Norte, sendo conhecida por receber grandes ondulações com condições de vento favoráveis. Por ser uma ilha pequena, torna-se ainda fácil para as ondulações contornarem a ilha sem perder muita energia.

O surfista João De Macedo não esconde a sua emoção com uma potencial viagem aos Açores iminente. “Temos alguns locais identificados na Costa Oeste, Norte e Este da Graciosa, e os relatos de vários surfistas e amigos dizem-nos que esta ilha poderá ter algumas das melhores ondas do arquipélago. Estamos atentos à evolução de uma tempestade ao largo da Costa Leste dos EUA, que poderá dar boas ondas na próxima semana. A equipa de surfistas está a ser definida consoante o calendário desportivo de cada um e podemos ter algumas boas surpresas de surfistas portugueses conhecidos que querem puxar os seus limites e aproveitar a plataforma do EDP Mar Sem Fim para o fazer.”

À medida que o projeto avança para novos locais, também aumentam os desafios logísticos, conforme indica Mário Almeida, responsável pelo EDP Mar Sem Fim. “Estamos constantemente a jogar com janelas de espera muito curtas de 72 horas desde a confirmação da expedição até ao arranque da mesma, por isso conseguir colocar motas de água, pranchas e materiais, para além de uma equipa de 12 pessoas em ilhas mais remotas, torna-se um verdadeiro desafio. Temos de jogar muito bem com vias aéreas e marítimas, o que nesta altura de inverno é mais complicado. Os Açores têm um potencial incrível e este desafio adicional vale a pena.”

Para a segunda expedição da temporada, a organização mantém-se atenta ao desenvolvimento das condições, prevendo-se a confirmação da mesma para dia 14 de Janeiro e o arranque da equipa no dia 16 de Janeiro.

Esta expedição contará com os importantes apoios locais da Transisular, Bombeiros Voluntários e Câmara Municipal de Santa Cruz da Graciosa.

Fonte: Jornal da Ilha Graciosa

Deixe um Comentário