Social
Ilha Terceira acolhe I Fórum Internacional das Pescas dos Açores

Ilha Terceira acolhe I Fórum Internacional das Pescas dos Açores

A Secretaria Regional do Mar, Ciência e Tecnologia, através da Direção Regional das Pescas, organiza, a 22 e 23 de março, na Praia da Vitória, ilha Terceira, o I Fórum Internacional Socioeconómico das Pescas dos Açores.

Este evento vai debruçar-se sobre a importância das Medidas de Desenvolvimento Local de Base Comunitária (DLBC) no setor das Pescas, dando a conhecer cerca de duas dezenas e meia de projetos implementados com sucesso em várias comunidades piscatórias da Europa.

Promover a partilha de ideias e de experiências, apresentando soluções para a criação de rendimento alternativo ou complementar à pesca é o grande objetivo deste I Fórum Internacional Socioeconómico das Pescas.

Este fórum conta com a participação de promotores de boas práticas e de membros de grupos de ação local já com trabalho desenvolvido, oriundos de Portugal continental, Espanha, Finlândia, Suécia, Dinamarca, Reino Unido, Martinica, Guadalupe, Canárias e França.

O Diretor Regional das Pescas salientou que “os projetos convidados foram identificados por cada uma das associações da pesca dos Açores, tornando este fórum um espaço de comunicação e de diálogo entre todos”.

“O setor associativo é, mais do que um beneficiário, o grande protagonista na organização do fórum”, afirmou Luís Rodrigues.

O Diretor Regional referiu ainda que este evento servirá de “plataforma para a criação de uma rede de contactos”, acrescentando que se pretende que “sejam encontradas oportunidades de rendimento, ajustadas à realidade de cada ilha” do arquipélago.

O Desenvolvimento Local de Base Comunitária visa promover, em territórios específicos, a concertação estratégica e operacional entre parceiros, orientada para o empreendedorismo e a criação de postos de trabalho, em linha com o Acordo de Parceria – Portugal 2020 – e no quadro da Estratégia Europa 2020.

O Governo dos Açores tem incentivado a criação destas medidas DLBC no setor das pescas, que contam com verbas de três milhões de euros do Fundo Europeu dos Assuntos Marítimos e das Pescas (FEAMP).

Pretende-se que, através da criação de Grupos de Ação Local de Pesca – GAL Pesca surjam nas comunidades piscatórias açorianas iniciativas que podem contribuir para o aumento do rendimento dos pescadores, através de atividades complementares à pesca.

Outro dos temas a ser abordado neste encontro será o projeto europeu ORFISH, também direcionado para o desenvolvimento local em Regiões Ultraperiféricas, que resulta da decisão estratégica para a sustentabilidade no âmbito da nova Política Comum de Pescas, que pretende implementar um conjunto de iniciativas orientadas para a diversificação da atividade da pesca.

Haverá ainda lugar para um painel, de cariz mais científico, voltado para os aspetos socioeconómicos do setor, que incidirá, essencialmente, sobre a comunidade piscatória açoriana, onde estão a ser desenvolvidos dois estudos, um socioeconómico e outro sociodemográfico, financiados pelo Executivo açoriano.

A participação no I Fórum Internacional Socioeconómico das Pescas dos Açores, que vai decorrer na Academia da Juventude, é aberta a todos interessados, estando, no entanto, sujeita a inscrição prévia e ao número de lugares disponíveis.

Nesse sentido, os interessados em participar devem inscrever-se até 20 de março, através dos emails cristiano.v.sousa@azores.gov.pt e joao.pp.rodrigues@azores.gov.pt.

Fonte: GaCS

Deixe um Comentário