Social
Pescas podiam gerar mais 2,1 mil ME por ano se ‘stocks’ recuperassem

Pescas podiam gerar mais 2,1 mil ME por ano se ‘stocks’ recuperassem

As receitas da pesca na Europa podiam aumentar em 2,1 mil milhões de euros anuais, dentro de 10 anos, se as políticas da União Europeia fossem alteradas, para uma forma sustentável, segundo um estudo da WWF.

‘Se os políticos votarem a favor de uma forte reforma das pescas na UE, e com a adequada implementação, que permita recuperar os stocks em 10 anos, começaremos a ver grandes benefícios’, refere um comunicado da organização internacional de conservação da natureza World Wild Fund (WWF), hoje divulgado.

De acordo o estudo “Benefícios socioeconómicos duma corajosa reforma das pescas na UE”, encomendado pela WWF, “ajudar os ‘stocks’ de peixe a voltarem para níveis saudáveis e sustentáveis, vai resultar num aumento dos lucros do sector pesqueiro e no rendimento dos pescadores”.

A pesquisa examina os potenciais benefícios sociais e económicos do sector das pescas, e aponta argumentos para “uma ambiciosa reforma” das pescas europeias, actualmente em revisão.

A WWF salienta que os pescadores da UE poderiam capturar mais 2,8 milhões de toneladas de peixe de uma forma sustentável e gerar receitas extras de 2,1 mil milhões de euros por ano, um acréscimo de cerca de 80%.

As receitas dos pescadores poderiam subir até 50%, em média, relativamente aos valores obtidos actualmente, acrescentou.

Ao contrário, se nada for alterado, em 2022, os pescadores da UE irão capturar menos 1,4 milhões de toneladas de peixe (10%), as frotas pesqueiras poderão diminuir até 20% e 50 mil pescadores perderão os seus empregos, o que corresponde a uma quebra de 30% relativamente a 2009, salienta a organização.

Apesar de, em 2012, terem sido observados “sinais positivos nos ‘stocks’ e nos lucros”, nos últimos 15 anos, as pescas, na UE, “têm estado em contínuo declínio”, refere a organização, dando os exemplos da quebra nas empresas e no emprego, de 4% ao ano, e da estagnação das receitas dos pescadores.

“As pescas na UE têm potencial para serem muito produtivas. A oferta estável de peixe, a longo prazo, é possível, mas apenas se os recursos pesqueiros forem geridos sustentavelmente”, defende o director da WWF Europa, Tony Long, citado no comunicado.

A organização internacional de conservação da natureza está a desenvolver uma campanha “online” junto dos membros do Parlamento Europeu do Comité de Pescas, que desempenham um papel chave na decisão sobre o futuro do sector, numa votação da reforma da Política Comum de Pescas, marcada para 28 de Novembro.

Assegurar que as populações de peixe estejam acima de níveis que aguentem um rendimento máximo sustentável e estabelecer planos de pesca plurianuais até 2015, parar a prática de desperdício de peixe indesejado e limitar o pagamento de subsídios a práticas sustentáveis são alguns dos pontos defendidos pela WWF.

Fonte: SOL

2 Comentários neste artigo

  1. blank

    MAs o que é que favoreçe o pescador? A verdade é que temos pescadores a mais..temos peixe a menos, e se forem feitas as alterações que penso serem necessaria, alguns vão ficar sem trabalho…as leis não se fazem valer…temos pescadores na Terceira e S. Miguel que não querem saber….até já tem soldadas para as multas..vejam como já compensa!!!! Só vamos lá se tornarem as pescas sustentaveis por regras que portejam os stocks e penalizem quem esticar a corda…acho que isso toda gente percebe…eu não vou fazer asneiras sabendo que posso ficar sem um subsidio de gasoleo durente dois ou tres meses…só assim é que se vai lá…é injusto uns andarem a cumprir com a lei e os qu enão cumprem porque os pescadores saebm quem são, ainda se riem dum gajo….e ninguem faz ndas e ninguem quer saber…fico desanimado com isto…e mais a sdificuldades que o pescadro procupado falou….

    Responder
  2. blank
    Pescador Preocupado

    Isto tem que dar uma volta e certo e todos sabemos, a questao que se coloca e como? nao podemos deixar de pescar todos dependemos da pesca para nos sustentar, como ainda ha dias na rtp um uma noticia vi que quando mete 3/4 dias de mau tempo as familias ja icam desesperadas com falta de comer sobre a mesa, isto nao devera acontecer, isto tem que haver umas politicas viradas para a actualidade do sector das pescas e principalmente para o futuro que se adivinha com muitos maos olhos. o peixe e cada vez menos o preço inalteravel os combustiveis valem o seu peso em ouro ja para nao falar do isco que ate apetece e chorar. mas enfim espero inpacientemente que este “novo governo” pelo menos de cara lavada venha a olhar um pouco para aquilo que se vai passando nos nossos portos e tomen medidas que nos favoreçao.

    Responder

Deixe um Comentário