Social
Promoção de 80 produtos dos Açores em lojas de Lisboa

Promoção de 80 produtos dos Açores em lojas de Lisboa

O Governo dos Açores promove, em Lisboa, na semana de 25 a 29 de maio, a realização de uma campanha de promoção de 80 produtos regionais, através da distribuição de cabazes com esses produtos por lojas da capital portuguesa.

A campanha, desenvolvida pela Vice-Presidência, através da Sociedade para o Desenvolvimento Empresarial dos Açores (SDEA), pretende dar início a um projeto-piloto de promoção, valorização e comercialização dos produtos dos Açores no continente.

Para esta iniciativa foram selecionadas 25 lojas em Lisboa, localizadas em zonas nobres da cidade, como Alfama, Graça, Baixa, Santa Apolónia, Avenidas Novas, Parque das Nações e Príncipe Real, as quais se caracterizam pela forte densidade populacional e grande afluência de turistas.

Dada a diferenciação e qualidade inerentes à produção açoriana, que torna a oferta regional distinta das demais, a escolha dos locais para a promoção e colocação dos produtos foi feita tendo em conta a dimensão das lojas, o público-alvo que servem, a diversidade de produtos que vendem e o interesse nas produções de qualidade no setor agroalimentar.

O Catálogo de Produtos dos Açores foi a base de uma primeira abordagem a estas lojas, tendo todas as empresas que o integram sido convidadas a selecionar os artigos mais representativos da sua produção.

A adesão das empresas açorianas a esta iniciativa foi imediata e tornou possível a entrega de um cabaz promocional com cerca de oito dezenas de produtos que, nas suas diferentes categorias de produção, permitem dar uma visão ampla da produção regional.

Com o cabaz será também entregue um inquérito que vai possibilitar aferir, junto das 25 lojas selecionadas, quais os produtos que melhor se enquadram no mercado nacional, permitindo, também por essa via, a facilitação das relações comerciais entre produtores e retalhistas.

Este é um projeto que, depois desta fase piloto e da respetiva avaliação, deverá estender-se a outras zonas de Portugal Continental, tendo sempre como ponto de partida lojas de comércio tradicional que apostam na qualidade.

Fonte: GaCS

Deixe um Comentário