Social
Ilha Terceira // Cais do Porto das Pipas prolongado para sul em 94 metr

Ilha Terceira // Cais do Porto das Pipas prolongado para sul em 94 metr

Obras vão garantir frente de acostagem de 140 metros.

Para o autarca de Angra do Heroísmo, a solução para o Porto das Pipas é a mais adequada, porque não compromete outras possibilidades no futuro. 

O Porto das Pipas terá o cais prolongado para sul, em cerca de 94 metros, para garantir uma frente de acostagem de 140 metros, de acordo com informações o ciais. Será ainda construída uma rampa roll-on/roll-off na extremidade norte, com 22 metros de largura e com a cota da frente de atraque idêntica à das outras rampas construídas nos portos da Região. Segundo o presidente da Câmara Municipal de Angra do Heroísmo, Álamo Meneses, esta solução agrada à autarquia, sobretudo porque não condiciona futuras obras. “Não destrói a baía, não fecha o porto, mantém todas as possibilidades em aberto. É possível fazer um cais de cruzeiros no futuro se se entender”, frisou, em declarações a DI.

De acordo com o autarca, o Porto das Pipas terá capacidade para acolher navios até 150 metros (e não 140 como as informações o ciais recolhidas por DI), permitindo receber navios de média dimensão, como os navios que ligam as ilhas no verão (Santorini/ Hellenic Wind).

Embora não esteja prevista a transferência da operação do Porto da Praia da Vitória para o Porto das Pipas, Álamo Meneses diz que nas festas Sanjoaninas ou em alturas com maior procura por Angra do Heroísmo, o porto já estará preparado para receber os navios de média dimensão.

Por outro lado, o porto terá capacidade para receber navios de cruzeiros com o dobro da dimensão, acolhendo os navios de cruzeiros temáticos.

Quanto aos navios que fazem a ligação às ilhas do Triângulo (“Mestre Simão” e “Gilberto Mariano”), o porto vai permitir que operem dois navios em simultâneo.

O autarca de Angra do Heroísmo já tinha manifestado a sua satisfação pela solução encontrada a 04 de março, no nal de uma reunião com o presidente do Governo Regional.

Vasco Cordeiro disse, na altura, que a solução seria conhecida “dentro em breve”. Segundo o presidente do Governo Regional, depois de uma fase de estudos prévios, foi escolhida uma solução, sendo necessário ainda elaborar um projeto de nitivo para que as obras possam avançar. Ao que tudo indica, o porto só começará a ser requali cado na próxima le- gislatura.

O presidente do executivo açoriano considerou que a requalificação do Porto das Pipas Pipas pode ser um “fator de atratividade de mais escalas ainda de cruzeiros temáticos”, mas deixou de lado a possibilidade de a operação de marítima de verão ser desviada da Praia para Angra.

“Isso quer dizer que as linhas sazonais de transporte marítimo de passageiros passam a escalar o porto de Angra do Heroísmo, em vez do porto da Praia da Vitória? Não, não é isso que está pensado, nem foi isso que foi conversado. Mas isso permitirá melhores condições para que quando operem aqui tenham essas condições reforçadas”, salientou.

Fonte: Diário Insular

Deixe um Comentário