Social
Missão REP-15 nos Açores

Missão REP-15 nos Açores

A sexta edição do exercício REP- Recognized Environmental Picture, denominada REP Atlantic 15, terá lugar nos Açores entre 6 e 29 de Julho de 2015. Esta edição é uma organização conjunta da Marinha Portuguesa (MP), da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP) e do IMAR – Instituto do Mar/Departamento de Oceanografia e Pescas da Universidade dos Açores (IMAR/DOP-UAç), que tem a cargo a coordenação científica do exercício. Esta edição conta com a participação do Centre for Maritime Research and Experimentation (CMRE), da Marinha dos Estados Unidos da América, através do Undersea Warfare Center, da Universidade Norueguesa de Ciência e Tecnologia (NTNU), da NASA, através do NASA-Ames, e da empresa OceanScan (PT), que contribuíram com veículos e tecnologia de comunicações, e o apoio do Governo Regional dos Açores.

O objectivo global do REP-15 é avaliar as capacidades de diferentes veículos autónomos aéreos e subaquáticos para operações de fiscalização, monitorização ambiental e científicas em zonas de mar aberto. O exercício será baseado nas ilhas do Faial, Pico e São Miguel e está organizado em três fases.

Na primeira fase, que decorrerá de 6 a 14 de Julho, serão efectuados testes nas 3 ilhas em simultâneo com objectivos distintos: em Ponta Delgada serão feitos exercícios dedicados à protecção portuária, guerra de minas e fiscalização, com Veículos Submarinos Autónomos (AUVs) e Veículos Aéreos Não Tripulados (UAVs), com o apoio do NRP “João Roby”; no Faial será feito o mapeamento de fundos com recurso a AUVs e UAvs com câmaras híper-espectrais; no Pico serão usados AUVs e Wave Gliders para fazer testes às comunicações e posicionamento subaquático a partir do NRP “Gago Coutinho”, para além de mapeamento de fundos e recolha de dados oceanográficos.

A segunda fase da missão REP-15 decorrerá de 15 a 19 de Julho nos bancos de São Mateus e Condor. O objectivo desta fase é testar a utilidade de sistemas autónomos (AUVs e UAvs), em conjunto com telemetria rádio e observações visuais, para estudar o comportamento alimentar e a fisiologia dos grandes predadores, incluindo os cetáceos. Estas operações decorrerão a partir do semi-rigido do IMAR/DOP-UAç “Pintado” e do NRP “Gago Coutinho”, estando prevista a utilização de AUVs e de UAVs da FEUP e da NTNU.

A terceira fase, que decorrerá de 20 a 28 de Julho, terá lugar no Canal Faial-Pico e visará a caracterização de fontes hidrotermais e o mapeamento de fundos, estando para o efeito prevista a utilização de AUVs e de UAVs da FEUP e da NTNU.

Fonte: Notícias do DOP

Deixe um Comentário