Social
ONG denuncia: 182 navios em fim de vida acabaram em praias sul-asiáticas

ONG denuncia: 182 navios em fim de vida acabaram em praias sul-asiáticas

Dados da Shipbreaking Platform relativos ao segundo trimestre deste ano.

No segundo trimestre de 2016, de um total de 212 navios em fim de vida vendidos para desmantelamento, 182 (86%) acabaram em praias do sul da Ásia (Índia, Paquistão e Bangladesh), de acordo com a Organização Não Governamental Shipbreaking Platform.

Segundo a organização, desses 182, 100 eram graneleiros, o tipo de embarcação mais comum entre os navios em fim de vida, e o Bangladesh foi o destino mais escolhido, apesar de ter os estaleiros nos quais se trabalha em piores condições.

De acordo com a ONG, no mesmo período, os proprietários de navios da União Europeia (UE) foram os que mais embarcações venderam aos estaleiros sul-asiáticos (61, dos quais 27 vendidos por armadores gregos e 21 por alemães).

A organização tem denunciado o impacto ambiental negativo do desmantelamento de navios na zona entre-marés, onde grandes quantidades de detritos, alguns dos quais potencialmente tóxicos, são depositados, antes de se acumularem e serem levados pela maré.

A zona entre-marés é a zona do substrato litoral que se situa entre as linhas de máxima preia-mar e mínima baixa-mar. Fica exposta ao ar apenas na maré baixa e nela habitam espécies bem adaptadas a condições naturais extremas.

Fonte: Jornal da Economia do Mar

Deixe um Comentário