Social
Operações de deposição de dragados no porto comercial da Horta

Operações de deposição de dragados no porto comercial da Horta

As operações de deposição de materiais dragados no Porto Comercial da Horta, no Faial para combater as colónias da alga
Esta alga, que tem um elevado potencial invasor, foi identificada pela primeira vez no Porto da Horta em 2002 e já se estendeu até à baixa da Feteira e à baía da Praia do Almoxarife, mas ainda não foi referenciada em mais nenhuma ilha dos Açores.

As operações que começam no domingo, além de reforçarem o combate a esta alga invasora, possibilitam o aproveitamento dos inertes dragados, que teriam que ser colocados noutro local.

O soterramento visa a inviabilização repentina da capacidade reprodutora da alga nos locais onde é possível a deposição de materiais dragados, sendo, segundo a Secretaria Regional do Ambiente, uma “forma comprovadamente eficaz e economicamente viável” de controlar a capacidade reprodutora da alga, minimizando o problema da sua propagação.

Por outro lado, esta época do ano é favorável a esta operação, já que corresponde a um pico de abundância anual da ‘Caulerpa webbiana’.

Caso os resultados alcançados sejam positivos, a Secretaria Regional do Ambiente admite selecionar novos locais para a aplicação deste tratamento, que vai ser acompanhada pela Direção Regional dos Assuntos do Mar.

Fonte:http://www.acorianooriental.pt

10 Comentários neste artigo

  1. blank

    DEIXEM-SE DISSO , NO DOP TRABALHA-SE E NÃO SE FAZIA UMA COISA DESSAS..VEJA-SE O CASO DOS MARINHEIROS DO ARQUIPÉLAGO E AGUAS VIVAS QUE TEM 2 MISSÕES DIÁRIAS,..OU TRABALHAM POR SUA CONTA OU ENTÃO TEM A DIFICIL TAREFA DE AGUENTAR A CARRINHA DO TRABUZNA PARA QUE ESTA NÃO TOMBE…

    Responder
  2. blank
    super dop

    e as águas de lastro???
    Mas concordo com o sr. Rocha, porque poderá perfeitamente ter sido um plano de infestção propositado a medio-longo prazo.
    Até porque é sabido que para infestações há sempre fundos e mundos.
    Por isso meus senhores, creio que terá sido uma forma de garantir financiamento europeu para a região e tema para investigação cientifica.

    Responder
  3. blank

    ???? serio?

    Responder
  4. blank

    A Caulerpa é uma espécie invasora de mares tropicais. A sua expansão nas nossas águas (ainda temperadas) deve-se à presença de toxinas que os herbívoros de águas temperadas não conseguem neutralizar. A Caulerpa é utilizada frequentemente em aquários e sistemas com recirculação. Provavelmente poderá ter tido origem em experiências do DOP …

    Responder
  5. blank

    Deveriam era chamar as coisas pelos nomes…
    Tirar a areia da obra nova para que os cruzeiros e afins possam atracar sem ficar varados e terem que esperar pela praia mar e atraz da doca é mais perto para descarregar mais um lançe Alga? Qual alga? Acham que essa vida de passear as areias vai matar tal alga? se faz favor…chamem as coisas pelos nomes isso é uma vergonha!!!

    Responder
  6. blank

    ó Pereira, ja lavavas era a boca com malaguetas!

    Responder
  7. blank
    PEREIRA

    HEHEHE…VÃO DAR CABO DA CAULERPA SOTERRANDO-A, PUTA QUE PARIU ESTA CAULERPA, DEIXEM A COITADA DA ALGA EM PAZ..EM VEZ DE TENTAR ERRADICAR A COITADA ERRADIQEM MAS É OS PARASITAS DOS BENEFICIÁRIOS DO RENDIMENTO MIMNIMO QUE ANDAM PARA AI A CHULAR QUEM ANDA A DESCONTAR PARA ESTE INDIVIDUOS ANDAREM A SNIFAR……ESTE DEVE SER DOS PROJETOS MAIS ESTUPIDOS DA SECRETARIA REGIONAL DO AMBIENTE, SÓ PARA JUSTIFICAR DAR MAIS UNS MILHARES A ALGUEM……

    Responder
  8. blank
    ranhoso

    chegou o fim do mundo essa gente não sabe que vão martar o reto que há? subterrando especimes viveiros vão mexer com os fundos…. tal escacho…

    Responder
  9. blank
    rato da doca

    ta’ tudo doido++++++

    Responder

Deixe um Comentário