Social
Picoenses estão preocupados com o futuro da Cofaco na ilha do Pico

Picoenses estão preocupados com o futuro da Cofaco na ilha do Pico

Os operários fabris, na maioria mulheres, foram de férias a 14 de dezembro e deveriam retomar ao serviço na passada terça-feira. Ao que a Rádio Pico apurou isso não aconteceu e a empresa deu mais uma semana de férias, estando agendada para segunda-feira uma reunião entre responsaveis da empresa e os funcionários.
No entanto os funcionários temem por este clima de incerteza que também preocupa forças políticas da ilha e o sindicato dos trabalhadores.

Miguel Costa, deputado do PS, em declarações à Radio Pico disse que está preocupado com esta situação mas recorda que é uma empresa privada. No entanto informou que o Governo regional e a autarquia da Madalena tem disponibilizado todos os meios para que seja criada uma nova fábrica na Madalena e defende que a administração da empresa deveria informar os trabalhadores por forma a evitar este clima de incertezas sempre que existem interrupções.

Sérgio Gonçalves, líder do PCP na ilha, também está preocupado com a situação mas confiante na construção de uma nova unidade fabril como forma de assegurar os postos de trabalho. O líder questionado sobre um possível fecho da empresa afirma que isso é impensável porque ia ser uma tragédia pelo impacto económico que a empresa tem no Pico.

Também Vítor Silva do sindicato dos trabalhadores da empresa, garante que tem feito de tudo para que a empresa continue de portas abertas e aguarda com ansiedade pela reunião de segunda-feira. O líder sindical admite que a reunião agendada para segunda-feira já deveria ter sido realizada antes das operárias irem de férias, para não estarem a viver este clima de incerteza.

A Rádio Pico tentou também ouvir os deputados do PSD do Pico e o conselho de administração da empresa mas até ao fecho desta edição não foi possível.

Fonte: Rádio Pico

Deixe um Comentário