Social
Protecção costeira de Rabo de Peixe já em desenvolvimento e Governo estima que possa custar cerca de 3 milhões de euros

Protecção costeira de Rabo de Peixe já em desenvolvimento e Governo estima que possa custar cerca de 3 milhões de euros

O Secretário Regional do Mar, Ciência e Tecnologia anunciou que “o projecto de obra de protecção costeira de Rabo de Peixe já está em desenvolvimento”, acrescentado que “a intervenção a realizar tem um valor estimado na ordem dos 3 milhões de euros”.

Fausto Brito e Abreu falava no âmbito de uma reunião com o Presidente de Câmara da Ribeira Grande e o Presidente da Junta de Freguesia de Rabo de Peixe, com o objectivo de coordenar os trabalhos relativos à obra de intervenção para a protecção da orla costeira de Rabo de Peixe.

“Neste momento encontram-se em curso trabalhos de prospecção geológica na Rua de São Sebastião para completar os estudos anteriormente realizados”, afirmou o governante.

A obra irá abranger uma área de 350 metros de extensão, enraizada no enrocamento do contra molhe sul do porto de pescas, protegendo toda a baía, sendo construído um quebra-mar para a protecção da base da falésia, que possui uma berma reconfigurável ao longo do tempo.

Prevê-se também a realização de trabalhos na vertente e na crista da arriba, nomeadamente a reconstrução de um descarregador de águas pluviais que colapsou.

O projecto em desenvolvimento compreende ainda a impermeabilização de alguns terrenos desocupados, no sentido de impedir a infiltração na crista da arriba e encaminhar as águas para o sistema de drenagem pluvial do arruamento, bem como a remoção cuidada de blocos instáveis e a protecção das camadas mais erodíveis do maciço com um sistema de pregagens e de betão projectado.

Os trabalhos de impermeabilização na crista da arriba e de encaminhamento de águas residuais para as respectivas redes serão articulados com intervenções da responsabilidade da autarquia da Ribeira Grande.

Naquela área de Rabo de Peixe, o Governo dos Açores já procedeu, igualmente, à demolição de mais de duas dezenas de imóveis em risco, tendo-se procedido ao recuo do limite do passeio do lado norte e à imposição de restrições ao trânsito no arruamento.

Entretanto, o Presidente da Câmara da Ribeira Grande, Alexandre Gaudêncio, que esteve reunido com o Secretário Regional do Mar, Ciência e Tecnologia, Fausto Brito e Abreu, com o intuito de coordenar com o Governo Regional dos Açores, salientou as “necessárias intervenções ao nível da protecção da orla costeira, principalmente no que à rua de São Sebastião diz respeito.”

Alexandre Gaudêncio, que se fez acompanhar pelo vereador Carlos Anselmo e pelos presidentes de Junta de Freguesia e da Assembleia de Freguesia de Rabo de Peixe, Jaime Vieira e António Pedro Costa, respectivamente, colocou o enfoque na segurança das pessoas.

“A protecção da orla costeira em Rabo de Peixe, neste caso em particular na rua de São Sebastião em virtude das derrocadas recentes que ali se têm verificado, é uma reivindicação da junta de freguesia e da autarquia e que vai ao encontro da segurança de pessoas e bens”, destacou.

Da reunião saiu o “entendimento com a secretaria regional do Mar, Ciência e Tecnologia para que a obra de consolidação da falésia avance o mais depressa possível”, abrangendo uma faixa com cerca de 350 metros de comprimento e uma altura máxima de oito metros, protegendo assim a falésia na sua base onde a força da rebentação é mais forte. Nesta fase já estão em curso os trabalhos de prospeção geológica na rua de São Sebastião que vão complementar os estudos realizados anteriormente, estimando-se que esta intervenção tenha um valor na ordem dos três milhões de euros.

“A Câmara da Ribeira Grande e a Junta de Freguesia de Rabo de Peixe sempre defenderam e pressionaram o governo para que a solução fosse esta. Congratulamo-nos, portanto, que a solução encontrada passe pela consolidação da falésia, salvaguardando-se a segurança das pessoas que vivem na rua de São Sebastião, que foi desde o início a nossa prioridade”, sublinhou Alexandre Gaudêncio.

Fonte: Correio dos Açores

Deixe um Comentário