Social
Vigilância Marítima no espaço MED é prioridade da União Europeia

Vigilância Marítima no espaço MED é prioridade da União Europeia

Nos dias 12 e 13 de janeiro, realizou-se a reunião de kick off do projeto PROTeuS- PROmoting security and safeTy by crEating a MED cluster on Maritime Surveillance, financiado pelo Programa INTERREG MED, no qual a Universidade do Algarve é entidade parceira, através do CRIA.

O PROTeuS pretende explorar o potencial de crescimento da indústria da Vigilância Marítima (monitorização do tráfico de passageiros e de cargas, controlo de pescas e de portos, riscos ambientais, etc…) através da criação de um cluster mediterrâneo de VM, para incrementar a inovação e as capacidades de investigação e desenvolvimento, transferência de conhecimento e tecnologias e a cooperação internacional entre os atores envolvidos, com enfoque nos mecanismos de segurança e vigilância marítima.

A reunião teve lugar em Veneza, Itália, na Câmara de Comércio, Indústria, Artesanato e Agricultura de Veneza Rovigo Delta Lagunare, entidade líder do projeto. A parceria internacional é composta por 8 entidades, sendo as restantes: a Universidade de Aegan – Departamento de Navegação, Comércio e Transportes, da Grécia; O Instituto Marítimo do Leste Mediterrâneo (Mar.In.E.M.), do Chipre; a Fundação Instituto Portuário de Estudos e cooperação da Comunidade Valenciana (FEPORTS), de Espanha; a Câmara de Comércio, Indústria e Navegação de Sevilha, Espanha; o Pôle Méditerranée – Toulon Var Technologies, de França; a Autoridade Portuária de Piraeus, SA, da Grécia; e a Liguria Ricerche Spa, de Itália. Cada região conta ainda com parceiros associados, sendo a MARALGARVE a entidade associada no Algarve.

O PROTeuS é cofinanciado pelo programa INTERREG MED e insere-se no Eixo Prioritário 1, Objetivo Específico 1.1 – Aumentar a atividade transnacional de clusters inovadores e redes de setores-chave no espaço mediterrâneo.

Fonte: Universidade do Algarve

Deixe um Comentário