Social
Drone aquático açoriano começa a ser comercializado em Junho e prevê receitas de 10 milhões de euros

Drone aquático açoriano começa a ser comercializado em Junho e prevê receitas de 10 milhões de euros

O drone aquático Ziphius, da empresa açoriana “Azorean”, uma startup da YDreams, será lançado daqui a três meses na versão kit Do It Yourself (DIY), que permite a quem o compra criar o seu próprio drone, mas a empresa garante que está a trabalhar noutros três produtos: a versão pronta a usar do Ziphius, o SUBA – um submarino pessoal de pequena dimensão e o Inspector – um produto para inspecção de cascos de barcos.
A informação consta de uma nota de imprensa assinada por Edmundo Nobre e António Câmara, fundadores da YDreams – que fez nascer a Azorean e que continua a ser a principal acionista da empresa – e CEO e Presidente da startup.

10 milhões de euros no primeiro ano
Na mesma nota indicam que nos próximos 12 meses a “Azorean” estima atingir receitas de 10 milhões de euros e que no ano seguinte a perspectiva vai no sentido de duplicar o valor.
Os mercados europeu e norte-americano são as prioridades da empresa, que quer lá chegar através de “canais globais de marketing e vendas”.
Um dos acordos de parceria já assinados pela empresa portuguesa liga-a à Amazon Sherpa, um revendedor da gigante do comércio eletrónico Amazon.
A “Azorean” chegou ao Marche Libre da bolsa de Paris no dia 18 de Fevereiro, mas as acções foram suspensas da negociação poucos dias depois “para completar a mudança do CSD (Central Securities Deposit) do emitente da Interbolsa em Portugal para a SIX-SIS na Suíça”, explica também a nota de imprensa.

Acções são negociadas a partir de hoje
“Este passo vai assegurar a negociação das acções da “Azorean” entre os seus accionistas e potenciais investidores que são originários de vários países”, acrescenta a nota.
A alteração está concluída e as acções voltam a ser negociadas no Marche Libre da Euronext Paris, um índice alternativo onde as empresas não estão sujeitas ao tipo de regulação vigente para o índice principal.
As acções da “Azorean”, que em Fevereiro estrearam no Marche Libre com um valor unitário de 0,60 euros, voltam a ser negociadas a partir de hoje, 6 de Abril.
O Ziphius é o projecto emblemático da empresa sedeada nos Açores.
Ganhou fama depois da distinção num concurso norte-americano e depois disso numa campanha de crowdfundind no site Kickstarter.
Completou a campanha com sucesso mas tem demorado mais que o previsto para conseguir concretizar o conceito.

Investimento de 150 mil euros
Este projecto do drone beneficiou de um investimento de 150 mil euros: 40 mil euros através do Fundo Europeu do Desenvolvimento Regional e cerca de 110 mil euros obtidos com a vitória no concurso internacional do portal Engadget e a campanha de crowdfunding através da plataforma Kickstarter.
Esta é a primeira novidade relacionada com a YDreams, tecnológica fundada por António Câmara em 2000, e que viu, também em Abril do ano passado, o plano de revitalização da empresa aprovado por mais de 80% dos credores.
António Câmara indicou, na mesma altura, que a entrada de participadas em bolsa seria uma das apostas desta tecnológica.

Fonte: Diário dos Açores

2 Comentários neste artigo

Deixe um Comentário