Social
Governo defende peixe espada-preto como uma oportunidade para os pescadores dos Açores

Governo defende peixe espada-preto como uma oportunidade para os pescadores dos Açores

O Governo dos Açores quer estimular a pesca do peixe-espada preto na região. Para concretizar este objetivo foi assinado um protocolo com a Federação das Pescas dos Açores.

O protocolo prevê  que o governo atribua a todos os armadores da frota pesqueira dos Açores 50 cêntimos por cada quilo de peixe espada-preto descarregado e vendido nas lotas açorianas durante o corrente ano.

O governo considera que este investimento na ordem dos 490 mil euros vai garantir ao armador um rendimento por quilo de peixe que lhe permite fazer face aos custos de produção. O executivo espera que os armadores açorianos se empenhem na exploração comercial de um recurso de elevado potencial económico.

O protocolo que visa também fomentar a exportação de produtos de peixe-espada preto frescos, transformados e congelados através de empresas de comercialização açorianas, envolve as empresas públicas do setor das pescas e a Universidade dos Açores.

Fonte: RTP Açores

13 Comentários neste artigo

  1. blank

    Sr. Macieira não pretendi ser ofensiva com o o Sr., apenas estava a concordar consigo. No meu caso também sou defensora de que o Estado só deve actuar quando é necessario e não estar a meter-se naquilo de que não sabe nem para o que não está talhado. Depois o que se vê é dinheiro dos contribuintes mal gasto e sem resultados praticos.

    Responder
  2. blank

    Sr. Maceira, na minha terra costuma dizer-se “Boca Santa”.

    Estado só “Quanto baste”.

    Responder
    • blank
      MACIEIRA

      Santo eu não sou, por isso a boca muito menos…tenho ambição e responsabilidade…trabalhador e honesto “Quanto baste”. Conciliar é a mais valia do português, enquanto definição é seu pé de aquiles;)…pois vejamos: caso as coisas fossem bem definidas e bem feitas não há lugar a confusões, distracções e trafulhices.

      Responder
  3. blank
    MACIERA

    Lotaçor (empresa publica/governamental) (\bis) tem como função: gerir venda de um valioso recurso e controlo desta entre pescadores/vendedores…não criar empresas e ser producente apenas a alguns.

    Responder
  4. blank
    MACIERA

    A má gestão dos recursos marítimos dos Açores, deve-se somente à parte governamental incutida de tal responsabilidade…Em vez de gerir, manipula, envolve-se, opina usando como desculpas a proteção do ambiente, o controlo do setor e o interesse no seu desenvolvimento.É lógico que com tantas preocupações e tanta intrujice torna-se difícil de cumprir com a sua função: gerir o mais imparcial possível. Que não queiram que algo aconteça à região aos recursos, têm todo o direito, agora valorizar parceiros a outros é completamente erróneo e prejudicial ao setor, encobre vicios, promove facilitismos e retira competitividade rumo à rendibilidade (atenção muito diferente de rentabilidade) da região.

    Responder
  5. blank

    Sr. Pescador preocupado, julgo que o senhor está mal informado, pelo menos pelo que nos jornal, este negocio foi feito pela Espadapescas, a empresa da Lotaçor, a tal que também tem os barcos para ir ao espada preto. Tem ao que ouço sido um negocio de ruina para os cofres do Governo.

    Responder
  6. blank
    Pescador preocupado

    la nisso o sr tem razao tanto que o governo investe em novas embarcações, mais % aos compradores para exportarem o peixe fresco, subsídios para caixas para armazenar peixe e muitas outras, para depois congelar o peixe que depois fica seco do frio nos entrepostos da lotacor que depois vão ficar lotados e sem lugar para o atum que ai vem…..

    Responder
  7. blank
    desNORTE

    Depressa e bem não sabe quem…era pa ver quem andava atento, eheheheh…
    o que eu queria dizer era:
    200 000 kg : +/-2kg= 100 000 indivíduos
    …vivos retirados dos ecossistemas marinhos dos Açores.
    É tipo Hitler e judeus, representando o ditador temos o ditador da zona e os judeus o pobre espada-preto, que em vez de ficar queimado no gaz é queimado no frio dos entrepostos da lotaçor…
    é caso pa dizer: ufa ainda bem que sou peixe-espada-branco:)

    Responder
  8. blank
    Pescador preocupado

    200 000 kg x +/-2kg = 400 000 kg ?

    nao sou nenhum pro em matematica mas percebo que a conta esta certa so nao sei o que o sr desNORTE se refre!!!!

    Responder
  9. blank
    PEREIRA

    Ó SR. DESNORTE EXPLICA-ME LÁ ESSA CONTAS: 200 X + OU -????????????(MAIS OU MENOS)2 = 400 ????????? ENTÃO? NÃO SÃO 200TONELADAS ?..1 TONELADA SÃO 1000 KG…CERTO? ENTÃO COMO PASSA DE 200 TONELADAS PARA 400?

    Responder
  10. blank
    desNORTE

    Como se diz na minha terra é o que se chama meter o carro á frente dos bois…ora :

    200 000 kg x +/-2kg = 400 000 kg

    …de vida retirada do ecossistema marinho dos Açores e depois os maus são os espanhóis…ao menos eles, não andam a deitar recursos fora

    Responder
  11. blank
    Aurora

    Pois, so não compreendo porque só agora, se procede desta forma. Foi preciso ficarem com 200 toneladas de espada preta nos frigorificos da Lotaçor sem ninguem para comprar. Tudo isto com dinheiro nosso. Abram o olho Srs. do Governo. Tratem bem os nossos Impostos.

    Responder

Deixe um Comentário