Social
Governo encomenda ao DOP estudo para medidas de proteção aos tubarões

Governo encomenda ao DOP estudo para medidas de proteção aos tubarões

O Subsecretário Regional das Pescas reuniu-se com a Federação das Pescas dos Açores e com os signatários da petição em prol de medidas de proteção dos tubarões dentro do mar dos Açores para concertar posições sobre a matéria.

Marcelo Pamplona ouviu o grupo de cidadãos que está preocupado com a exploração da tintureira, tubarões e outras espécies pelágicas, assim como a posição dos pescadores que têm exercido a sua atividade sobre estas espécies. 

No encontro ficou acordado um pedido ao Departamento de Oceanografia e Pescas da Universidade dos Açores para uma informação detalhada sobre a situação deste stock, não só no mar dos Açores como no Atlântico. O estudo deverá também apurar as medidas que estão a ser reportadas em termos de sustentabilidade destes recursos de forma a esclarecer as vantagens e desvantagens de impor normas sobre estas espécies.

Por outro lado, os pescadores também aceitaram apresentar informação mais detalhada sobre a pesca destas espécies com palangre de superfície no sentido de verificar quais são os períodos em que são capturadas no mar dos Açores.

Por fim, ficou decidido solicitar a opinião de um operador marítimo turístico para dar o seu ponto de vista no que diz respeito à exploração deste recurso.

O Governo Regional dá, assim, um passo no sentido de convergir algumas medidas que possam melhorar a gestão do stock no mar dos Açores, quer através do debate económico em torno da observação e mergulho de tubarões, bem como pela monotorização da pesca económica e comercial, ao mesmo tempo que averigua a atividade ambiental e o stock das espécies em causa.

A Subsecretaria Regional das Pescas espera ter as conclusões deste trabalho ainda antes do início do verão.

Fonte: RTP Açores

14 Comentários neste artigo

  1. blank
    Ponta dos Rosais

    Foge bandido! Os meus senhores não se precisam de preocupar, porque enquanto for a Secretaria a mandar e a IRP a fiscalizar, pode vir o DOP, pode vir o pescador velejador, pode vir a Federação, porque quem faz as leis são eles e a fiscalização é quando existe.
    Os meus senhores esquecem-se é que no Continente, na Madeira, em Espanha e em França quem dá emprego aos biologos são os próprios pescadores, querem lá ver que os burros são eles? Os estudos só não servem para quem não sabe ler mas pensa que sabe falar.

    Responder
  2. blank
    Armador

    Aqui alguns dias é outras especies Bancos de pescas fechados e o pescado vai passar a pescar pedra do fundo do mar.

    Responder
  3. blank
    PEREIRA

    TAVA A BRINCAR SR.MACIEIRA, SE BEM QUE POR MIM AS TINTUREIRAS PODIAM MORRER TODAS…….HEHEHE

    Responder
  4. blank
    PEREIRA

    MORTE ÀS TINTUREIRAS E MORTE AO DOP…………

    Responder
    • blank
      MACIEIRA

      ó senhor PEREIRA TAMBEM NÃO É PRECISO EXAGERAR…as tintureiras até são engraçadas, quando não atacam o aparelho,eheheh…

      Responder
  5. blank
    anda pasmado

    gostei do comentario do Sr. das Berlengas,estes sonhores do dop não se esquesam que quando destruirem o pescador.sim mas o pescador a serio aquele que trabalha. nessa altura vai aver menos verba para os senhore biologos andarem a fazer esperiencias.pelo menos os pescadores vendem o seu pescado para o seu sustento.agora estes senhores será que vendem as esperiencias qeu andam afazer para pederem ter o seu sustento.

    Responder
    • blank
      desNORTE

      Ó senhor ainda pasmado, mas será que você não acerta uma que seja. Como acha que o DOP/IMAR/UÇ arranja o dinheirinho, é claro que vendem seus projetos/experiências às entidades publicas a nível regional/nacional/europeu e internacional e de lá é que cai seu sustento…agora os juízes do painel que decidem quem ganha e quem perde, é que é maioritariamente constituído por pessoas…e mais uma vez não sei até que ponto é que são justas e profissionais…eu conheço um desta ilha que deixa muitas duvidas, mas isto mais uma vez é só minha opinião… boicotam os projetos de quem não gosta por mais bom que sejam e aprovam os dos amigos por mais caros e insignificantes que sejam…o que eu acho mal é que os projectos/experiências não nascem para ajudar outros (pessoas/peixes/comunidade) mas sim para a xaxada; para patrocinar copos, festas, vicios e convívios, sem nenhum interesse ou então para interesses/negócios pessoais dos Exmo. Senhores Doutores…e quem lhes é convincente. Eu sou biologo e por concordar com o Sr. Berlengas fui para o mar 4 meses de Inverno vomitei, cai ao mar, trabalhei,ganhei pouco dinheiro, etc…mas aprendi muito, principalmente dar valor a quem anda ao mar e não empachar outros…mas atenção não fui pó mar passear fui como companheiro/pescador, trabalhei como vós ou pelo menos tentei…comparado com os pescadores dos Açores trabalhei mais (pois havia menos peixe) e em pior condições (dormia na casa das maquinas ao lado do motor do barco)…o que quero dizer é que nem todos os biólogos são iguais, tais como os mestres/armadores/pescadores não o são…

      Responder
  6. blank
    Xaréu

    Muito bem Sr. das Berlengas!

    Responder
  7. blank
    Gaivota

    O de óculos parece um Animal em vias de extinção.
    Tem todo o ar de quem vai ser comido por um TUBARÃO BALEIA.

    Responder
  8. blank
    Berlengas

    Fico pasmado, vergonha das vergonhas. Sou de Peniche e quando ouço este tipo de indevidos que nunca fizeram nada na vida e andam à procura de um tacho. Vem-me logo à memoria os iluminados e os sabichões (Biólogos e Cientistas e demais iluminados) o que fizeram em relação às gaivotas aqui em Peniche enquanto não se meterão estava tudo bem, bem depois foi uma desgraça é o que se vê. Isto para dizer o que.
    Estou ligado ao sector e espanta-me que depois de ler e ter acesso a informações que estão disponíveis em estatísticas publicas, chega-se à conclusão que não existe pesca dirigida aos tubarões de superfície e de profundidade na Região, aquilo que existe são capturas acidentais, em artes que não lhes são dirigidas, que não tem qualquer significado na salvaguarda dos recursos, assim sendo fico com muitas duvidas no que ouvi e li:
    Vamos fazer um estudo não sei para quê pois não existe pesca dirigida, o estudo está feito por natureza, a não ser?.
    Os Pescadores foram ouvidos, tenho muitas duvidas disto, deixo aos pescadores da Região que digam de sua justiça?
    Vão pedir a opinião de um operador marítimo turístico, quem será?. Será que algum daqueles senhores que ali estão têm algum interesse nesta área?
    Fico estupefacto que um responsável pelas pescas e outros dois senhores, concordem e digam que vão elaborar este estudo, agora já vale tudo basta uma petição que (não ponho em causa) “mas tenho duvidas de quem a assina se terá toda a informação” para terminar pergunto a estes senhores se algum já viu ou tocou nestes (devoradores de homens).
    Como sugestão diria a estes senhores deveriam era ir estudar os Roases e outros que comem as lulas e outras espécies, todo o sustento de uma vida difícil, eles comem o maior quinhão. E sabem porque não se pode tocar, eis o resultado.
    Cinismo e irresponsabilidade, não saber o que se passa na realidade, dá lugar a este tipo de estudo, que por sua vez que sai prejudicado é aquele que precisa de trabalhar para dali tirar o seu sustento. Querer sobressair como heróis não se sabe porque e para quê, pondo em causa alguns proveitos duma captura assessoria tenham vergonha e deixem trabalhar quem ainda precisa e paga impostos para este País e para sustentar estes (caprichos)senhores.

    Responder
    • blank
      desNORTE

      Uepá saudações…este site está atingir um patamar nacional muitos parabéns a APEDA.Pois é Sr. das Berlengas e deixe que lhe avise prepare-se para o pior, pois a proteção/turismo destes bichinhos está na moda, basta ver o filme o Gang dos Tubarões…e você aí em Peniche, ainda por cima tem aí um radical biólogo que tem uma lábia e um grupinho por trás ui,ui…por isso companheiro, cuide-se e como se diz aqui nos Açores abriga-te.Veja lá que eles aqui são aos montes e eles dizem de boca cheia que está tudo em perigo de extinção…

      Responder
      • blank
        Berlengas

        Sº. desNorte, nós sabemos o que temos em nossa casa é verdade (temos alguns loucos varridos) mas sabemos como lidar com eles, lá diz o velho ditado enquanto os cães ladrão a caravana passa ou cão que ladra muito morde pouco!.
        Ai o que vejo é muito cão a um osso e começo a perceber que nos começam a prejudicar por arrastamento, vocês portai-vos como se fossem uns SANTINHOS, (SEM OFENÇA PARA QUEM TRABALHA PARA O SEU SUSTENTO SEM PROJIDICAR O SEU PROSSIMO).
        Ponham é esses senhores a ir para o mar para eles é que fazerem o tal estudo para verem o que custa a vida e depois logo falamos.
        Foi um prazer pratecipar neste tema, e é de lamentar que esta pagina não esteja mais divulgada aqui em Portugal Continental pois iriam ter muitos mais comentários. Bem ajam

        Responder
  9. blank
    MACIEIRA

    Não tá mais que visto que foi à família Fernandes…

    Responder
  10. blank
    ACOREANO

    Qual pescadores forem ouvidos

    Responder

Deixe um Comentário