Social
Património Cultural Subaquático dos Açores distinguido com a Marca do Património Europeu 2019

Património Cultural Subaquático dos Açores distinguido com a Marca do Património Europeu 2019

Uma das duas candidaturas portuguesas à Marca do Património Cultural Europeu 2019 propostas pelo júri nacional, o Património Cultural Subaquático dos Açores, foi hoje, 31 de março, distinguida pelo júri europeu. À distinção atribuída a Portugal juntam-se também nove sítios patrimoniais de outros tantos países, que se vão juntar aos 38 sítios já distinguidos.

A outra candidatura portuguesa proposta pelo júri nacional, a Rota Histórica das Linhas de Torres, não foi distinguida; apenas um sítio por cada país poderia obter a distinção.

O Património Cultural Subaquático dos Açores consiste numa rede de 30 locais de mergulho referentes a naufrágios ocorridos entre os séculos XV e XX. Estes locais são representativos do total do património subaquático dos Açores, constituído por mais de 1.000 naufrágios documentados, dos quais cerca de 100 sítios arqueológicos subaquáticos foram identificados. O arquipélago dos Açores apresentou uma grande importância nas viagens transatlânticas. Os 30 naufrágios da rede encontram-se relacionados com diferentes aspectos da história e do comércio europeus, do século XVI ao século XX: a Rota da Prata para a América do Sul, o comércio transatlântico de escravos, conflitos militares como a Guerra da Independência Americana e as duas Guerras Mundiais, entre outros.

Foto: CIBIO Açores

Fonte: Direção Geral do Património Cultural

Deixe um Comentário