Social
SeaWorld: Parque de San Diego vai por fim aos espetáculos com orcas até ao final de 2016

SeaWorld: Parque de San Diego vai por fim aos espetáculos com orcas até ao final de 2016

O SeaWorld de San Diego, na Califórnia (EUA), vai por fim aos seus espetáculos com orcas até ao final de 2016, anunciou o diretor, Joel Manby, que justifica o abandono da atração que tornou famoso o parque aquático com a alteração da vontade do seu público.

“Estamos a ouvir os nossos visitantes, a evoluir enquanto empresa, estamos sempre a mudar”, afirmou Joel Manby, citado pelo Guardian. “Em 2017 lançaremos uma experiência totalmente nova com orcas focada no [seu] ambiente habitat natural. 2016 será o último ano dos nossa experiência teatral com orcas em San Diego”.

A popularidade do SeaWorld, refletida no número de visitantes e, consequente, nos lucros da empresa, tem sofrido uma quebra acentuada que teve início em 2013, quando foi lançado o documentário “Blackfish”, outro nome vulgar das orcas, em inglês.

Este filme documental defende que o cativeiro de orcas é errado, um atentado ao bem-estar dos animais com consequências muito graves. Com efeito, o protagonista desta obra é uma orca macho que foi capturada no seu habitat natural na década de 1980 e nas décadas seguintes foi treinada em cativeiro para atuar em espetáculos, tendo-se tornado agressiva ao ponto de causar a morte de três pessoas, incluindo uma treinadora experiente. O documentário revela que este facto foi encoberto pelo SeaWorld, que sempre alegou que os incidentes se deveram a comportamentos desadequados das vítimas.

O SeaWorld rejeitou todas as acusações, mas a imagem da empresa foi gravemente afetada, e a questão do cativeiro colocar em causa o bem-estar da orcas, pela qual se tem vindo a bater há muitos anos a PETA, organização americana defensora dos animais, ganhou projeção na esfera pública tornando-se um tema “quente”.

No mês passado, a Coastal Commission da Califórnia proibiu a continuação da reprodução de orcas em cativeiro pelo SeaWorld como condição essencial para a autorização de expansão dos seus tanques. Por outro lado, o congressista Adam Schiff anunciou que vai propor legislação que proíbe o cativeiro de orcas.

Tanto a PETA como Adam Schiff se revelaram satisfeitos com o anúncio do SeaWorld de San Diego, que consideram um avanço na direção certa, mas reafirmam que a questão central sempre foi a manutenção em cativeiro das orcas e que, esta, ainda se mantém. Por outro lado, segundo o Guardian, os espetáculos com orcas vão continuar nos parques SeaWorld de San Antonio, no Texas, e de Orlando, na Florida.

Fonte: Naturlink

Deixe um Comentário