Social
Armadores de chicharro acusam vários colegas de “fuga à lota”

Armadores de chicharro acusam vários colegas de “fuga à lota”

Armadores da pesca do chicharro em São Miguel estão a acusar colegas de estarem a vender peixe por fora do sistema de venda numa autêntica ‘fuga à lota’.
Actualmente, as doze embarcações que se dedicam à pesca do chicharro em São Miguel descarregam o peixe em lota. O montante arrecadado é, depois, distribuído por todos quer o seu peixe tenha sido vendido ou não.
Este sistema de venda de peixe ‘a monte’ surgiu como proposta do governo açoriano para acabar com a situação de embarcações que, por chegarem mais tarde aos portos, não conseguiam vender o chicharro em lota.
Actualmente, há três a quatro barcos que, chegando por último ao porto, descarregam para a lota e – mesmo que não haja comprador em lota para o seu chicharro – estão a ganhar a partir do ‘monte’ e, ao mesmo tempo, estarão a promover a venda do seu peixe por fora da lota para poderem ganhar mais, apesar de serem ganhos ilícitos.
Ora, vendendo o peixe por fora da lota – e como o chicharro é praticamente todo colocado no mercado micaelense – esta atitude de ‘fuga à lota’ prejudica todos os outros armadores que viram o seu peixe ser adquirido em lota por valores que oscilam entre um euro a 1.80 euros o quilo. Estes armadores sentem-se prejudicados por o mercado ser ocupado por chicharro vendido por fora da lota pelos próprios colegas seus.
Quando confrontado com a questão sobre se não existe fiscalização, um dos armadores que fez a denúncia ao ‘Correio dos Açores’ afirma que “se telefona para lá e é o mesmo que nada”.
Há também alguma indignação entre os armadores de chicharro por, diariamente, haver em média uma tonelada de chicharro que, por não ter venda em lota, é conduzido para a transformação em farinha. “É chicharro pelo qual continuamos a não receber qualquer valor”, afirma o armador que pediu o anonimato para “não ser molestado” pelo poder político regional.
Responsáveis por instituições de solidariedade social contactados pelo ‘Correio dos Açores’ estranham que, havendo diariamente chicharro que é transformado em farinha, a ‘Lotaçor’ ainda não se tenha empenhado em criar uma rede de distribuição deste peixe, fazendo-o chegar a famílias carenciadas que estão, em número crescente, a recorrer, por exemplo, ao Banco Alimentar Contra a Fome.
Entretanto, sete armadores e 83 pescadores de chicharro continuam a aguardar que a autoridade marítima, em Ponta Delgada, retire as multas de que foram alto por, alegadamente, estarem a pescar em infracção à legislação regional em vigor.
Armadores e pescadores alegaram em sua defesa que estavam a pescar, inicialmente, fora da zona interdita e que as correntes marítimas empurraram os barcos para mais perto da costa, altura em que foram interceptados pela Polícia Marítima.
Face à contestação de armadores e pescadores, a autoridade marítima reduziu de 600 para 300 euros a multa por arrais de pesca, decisão que levou à apresentação de um recurso individual por parte de todos. Nesta altura, os armadores e pescadores estão a aguardar decisão superior.

Fonte: Correio dos Açores

8 Comentários neste artigo

  1. blank
    TenhamVergonha

    Mas também ás vezes, mata-se a Fome com LCD, Carros C/Tuninng,
    roupa de marca, e muitas outras coisas. Pena que muitos só pensem no dia a dia.
    Também aqui á muito para se fazer, mudar as “cabecinhas destas Gentes”.

    Responder
    • blank
      zé pescador

      CADA CASO É UM CASO MAS NÃO ME PARECE QUE ESTA GENTE TENHA DINHEIRO PARA ESSES LUXOS E VÍCIOS.

      Responder
      • blank
        tapado com os olhos bem abertos

        entao, zé pescador abre os olhos. vai la a rabo de peixe e ve o que se encontra no lixo: coisas que tens em casa. é verdade que nem todos sao assim mas a maioria e. acorda para a realidade

        Responder
  2. blank
    zé pescador

    QUANDO É QUE OS PESCADORES VÃO GANHAR O SUFICIENTE PARA VIVEREM COM DIGNIDADE. A FUGA A LOTA AS VEZES É A ÚNICA SOLUÇÃO PARA MATAR A FOME EM CASA DESTES CAMARADAS.

    Responder
    • blank
      tapado com os olhos bem abertos

      eles ate podiam ganhar mais se os compradores pagassem bem mais. esstes sim sao os ladroes, os grandes ladroes que pagam ninharias pelo peixe e nem tem respoeito pelo pobre pescador e por isso tem brutos BMW e FERRARI’s. todos os pescadores que trabalham para outros pescadores recebem o rendimento social minimo por isso nao tenho pena. pena tenho de mim que nao recebo isso porque a minha mulher tambem trabalha. o ze pescador tu abre os olhos e veo que se passa.

      Responder
  3. blank
    diomar almeida

    pois é meus amigos,pobre do pescador paga as culpas.para quem se criou há volta deles digo e afirmo é uma miseria o que eles ganham,e sempre ganharam
    tenho 54 anos e aos 6 anos já ia pedir peixe belos tempos, tempos de ouro forte,e de alegria aos 15 anos fui trabalhar para a antiga casa dos pescadores(lotaçor)APRENDER A CONSTRUIR BARCOS DE BOCA ABERTA ,mas por motivos de saúde agravada tive que deixar a profissão hoje digo-vos os pescadores de rabo de peixe sempre viverem em miséria absoluta .coitados ganhavam por semana 100 a 150 escudos para sustentar casas de familia de 8 a 10 pessoas e mais .hoje ás vezes ganham 10 ou 15 euros por dia x 5 dias é uma autentica miséria e já lá vâo quase 40 anos .á barcos que estâo de noite e dia 10 ou mais dias a pescar para ganharem 100 euros ou pouco mais..e se nâo fosse a intervençâo dos serviços sociais,deus nos acuda,,e tem mais DEUS ABEMÇOE TODOS OS PESCADORES DE RABO DE PEIXE E OUTROS PORTOS AÇORIANOS PORQUE A COMIDA DO POBRE SEMPRE FOI O CHICHARRO…O QUE SERIA DE TODOS NÓS SEM ELES,AINDA HOJE LHES PROCURO E ELES ME AJUDAM ..DO FUMDO DO MEU CORAÇÂO MUITO OBRIGADA A TODOS ELES..HAJA JUSTIÇA HAJA HUMANIDADE,HAJA RESPEITO PELO PESCADOR E DIGO- VOS MAIS COMO PODE NÂO HAVER FUGA
    A LOTA COM TANTA MISERIA QUE AINDA EXISTE EM RABO DE PEIXE…PORQUE NÂO EXISTE UM SUBSÍDIO FIXO TODOS OS ANOS PARA ELES(TODOS OS PESCADORES) NA ÉPOCA DE POUCA OU NENHUMA APANHA POR CAUSA DO MAU TEMPO..TENHAM DÓ TENHAM PIEDADE ABRÉM OS VOSSOS CORAÇOES…AJUDEM ESTES VALENTES..SIM VALENTES HOMENS DO MAR..deste que viu e senti a fome e a miseria em sua alma e na destes pescadores para eles que deus faça justiça e para quem governa, abram os olhos este mundo nâo é nosso …sou o DIOMAR PEREIRA DE ALMEIDA, MAIS CONHECIDO JÁ PÊLO AVÔ E A NETA..desgarrada já muito falada pela simples humildade da sua letra…tem arrasado coraçôes..brevemente estará no youtubo esta desgarrada no ,diomaralmeida1

    Responder
  4. blank
    Gaivota

    Pois é, é é, se alguns fossem responsabilizados pelos seus actos, tudo isto seria diferente.

    Responder
  5. blank
    Jurista

    E estes são sempre a mesma coisa, tentando sempre enganar o parceiro, mal sabem é que estão a enganar-se a si próprios.
    Mas não são eles os culpados, quem é culpado foi quem autorizou a construção de tantos barcos e deu licenças para capturar chicharro em demasia para a dimensão do mercado, e para quê para andarem lá ás turras uns contra os outros e ganharem uma miséria, porque se houvesse menos produto no mercado ele valia mais e os pescadores ganhavam mais.

    Responder

Deixe um Comentário