Social
Peixe transaccionado em lota caiu 7% em volume, mas aumentou em valor

Peixe transaccionado em lota caiu 7% em volume, mas aumentou em valor

O volume de peixe transaccionado nas lotas de Portugal, no ano passado, caiu quase 7% face ao ano transacto, mas o valor global apurado nos leil├Áes aumentou, embora de forma ligeira. A explica├ž├úo para este facto reside no aumento do pre├žo m├ędio a que as capturas foram vendidas, num contexto de redu├ž├úo da oferta para um mesmo padr├úo de procura.

No ano passado, segundo os dados da Docapesca ÔÇô a entidade p├║blica que gere as lotas nacionais ÔÇô, passaram pelos leil├Áes de pescado 120 mil toneladas de peixe, cerca de nove mil toneladas abaixo do que fora alcan├žado em 2011. Mesmo assim, o valor global da transac├ž├úo aumentou residualmente, de 201,4 milh├Áes de euros para 201,8 milh├Áes de euros. Isto significa que o pre├žo m├ędio do pescado transaccionado em lota, em 2012, acabou por aumentar cerca de 12 c├¬ntimos por quilo face ao valor apurado para o ano precedente.

A queda substancial no volume de peixe transaccionado em lota ├ę, essencialmente, devida ├á redu├ž├úo das capturas de sardinha. A pesca deste esp├ęcie teve, em 2012, severas restri├ž├Áes ligadas ├á necessidade de baixar a explora├ž├úo do┬ástock┬ápara n├úo colocar em causa a sua sustentabilidade como potencial pesqueiro.

Fonte: P├║blico

Deixe um Comentário