Social
Porto de Abrigo quer reformar Política de Pescas da região

Porto de Abrigo quer reformar Política de Pescas da região

Está a ser distribuído por todos os partidos com assento parlamentar um documento da Porto de Abrigo com propostas para reformar a politica de pescas dos Açores. Trata-se de um instrumento de trabalho, que resulta de uma profunda reflexão, afirmou hoje Liberato Fernandes, um documento onde acima de tudo se pede transparência ao Governo em matéria de politica de Pescas.

A frota de pesca nos Açores está sobredimensionada, já não é suficiente até para para os seus próprios pescadores. O aviso é do Presidente da Porto de Abrigo.

O documento dá pelo nome “A valorização dos rendimentos da pesca e a sustentabilidade dos recursos marinhos dos Açores” e faz uma análise detalhada à politica de pescas na Região, principalmente nos últimos cinco anos. E esclarece, por exemplo, que o palangre não é o culpado dos problemas da pesca. A Porto de Abrigo avança com algumas propostas para a resolução dos problemas do setor. 

Liberato Fernandes defende a redução do tempo de pesca.

Fonte: RTP Açores

7 Comentários neste artigo

  1. blank

    MUITO BEM..CONCORDO PLENAMENTE , QUANTO À CONVERSÃO DA FROTA PENSO QUE O TITULO “UM MAR DE COISAS OBSCURAS” DARÁ UM BOM TITULO, MAS ATÉ SUBSTITUIRIA OBSCURAS POR “NEGRAS”

    Responder
  2. blank

    Concordo consigo Sr. Pereira, realmente ninguém é insubstituivel, mas é preciso que apareça alguem, e o problema muitas vezes está ai, todos falam mal mas na verdade muitas das vezes quando deviam avançar, metem o rabo entre as pernas e fogem a 7 pernas.
    Mas o que continuo a dizer. é que aquilo que se esta a fazer á Porto de Abrigo “Instituição” não se faz só porque em alguns momentos não se está a favor das politicas postas em pratica pela tutela.
    Quanto aos Chulos sublinho, mas tenha em mente que alguns ou muitos estão colados ao Pãoplona, é so ver os favores pessoais que alguns obtêm, são filhos a trabalhar para S.A. e empresas publicas… enfim um mar de coisas obscuras.
    Já para não falar destas reconversões de frota… realmente muito virá ao de cima….

    Responder
  3. blank

    NINGUEM É INSUBSTITUIVEL…NINGUEM MESMO…OS PESCADORES DEVEM SER DEFENDIDOS POR ALGUEM POR ELES NOMEADOS E COM A PARTICIPAÇÃO DOS MESMOS E PENSO QUE EM S.MIGUEL HAVERÁ PESCADORES COM FORMAÇÃO SUFICIENTE PARA DEFENDER A CLASSE,NO ENTANTO DEVERÃO SER É PESSOAS COM CARACTER , ALIÁS COMO EM TODA A SOCIEDADE E NÃO CHULOS QUE MAMAM À MERCÊ DE UMA CAUSA QUALQUER…AS PESSOAS QUE ANDAM A CHULAR DEVEM SER BANIDAS DE TODOS OS QUADRANTES DE RELEVO E SE ASSIM FOSSE ESTE PAIS NÃO ESTAVA COMO ESTÁ, MAS JÁ AGORA TRANSMITO-LHE A MINHA OPINIÃO DE QUE O SR.PAMPLONA ESTÁ NA HORA DE PARTIR E DE DAR LUGAR A OUTRO COM IDEIAS RENOVADAS E QUE PONHA COBRO A ALGUMAS SITUAÇÕES ALGO DUVIDOSAS QUE MAIS TARDE VIRÃO AO DE CIMA………..

    Responder
  4. blank

    No entanto vejo que voce se esquece que sempre foi um defensor dos pescadores de S. Miguel, que infelizmente só se lembram de quem os defende quando estão com as calças na mão, alem de que no caso desta organização de produtores encerrar quero ver quem os defenderá. Talvez uma qualquer Associação criada pelo Pãopelona, que não faz outra coisa senão, controlar a todas porque sempre faz o que quer.

    Responder
  5. blank

    SR.ESPADIM, NÃO TRABALHO EM NENHUM DEPARTAMENTO DO GOVERNO E TAMBEM NÃO CONCORDO COM MUITISSIMAS E VERGONHOSAS DECISÕES DESTE GOVERNO, NO ENTANTO NÃO POSSO DEIXAR DE DEMONSTRAR O MEU DESACORDO EM RELAÇÃO À SITUAÇÃO EM QUE A PORTO DE ABRIGO FOI ADMINISTRADA NEM TÃO POUCO Á FALTA DE VERGONHA DESSE SENHOR LIBERATO FERNADES QUE NEM SEQUER É ACORIANO TEM DEMONSTRADO PERANTE A OPINIÃO PÙBLICA….SE O SENHOR SOUBESSE ALGUMAS COISA QUE EU SEI TAMBEM CONCORDARIA COMIGO………….

    Responder
  6. blank

    Sr. Pereira esta historia das dividas da Porto de Abrigo tem muito que se conte a começar pelo secretario que só acordou ao fim de 3 anos, devia estar muito distraido, e quando lhe apeteceu dar a estocada final a quem ainda se lhe opõe fez o que fez, olhe que nem tudo o que parece é, começa a ser habito nesta “Democracia” que quem têm opinião contraria é para abater.

    Já agora gostava de saber a qual departamento do Governo o Sr. pertence, não lhe conheço opinião contraria á tutela.

    Deve ao da Defesa Do Governo….

    Responder
  7. blank

    ..”ONDE ACIMA DE TUDO SE PEDE TRÂNSPARÊNCIA AO GOVERNO EM MATÉRIA DE POLITICA DE PESCAS”..DIZ O SENHOR LIBERATO FERNANDES…É PENA QUE NÃO FAÇA O MESMO(TRANSPARÊNCIA)NA SUA ASSOCIAÇÃO, PRINCIPALMENTE A NIVEL DE CONTAS…..FAZ O QUE EU DIGO, NÃO FAÇAS O QUE EU FAÇO……..FRANCAMENTE…….

    Responder

Deixe um Comentário